May 2017 Archives


TRANSCRIÇÃO:

(mulher): Por favor... cuidem da minha filha...
Natália: Minha mãe anda com medo demais da violência urbana...


A história até agora: O desenhista Miguel Jacob redesenhou várias das primeiras tiras de Klara e Maria. Como o trabalho ficou lindo e vou demorar para finalizar a continuação do Leilão (onde os pais de Klara estão numa distante mansão com gente esquisita), decidi ir postar as páginas para um público maior :D

Para quem não lembra/viu, a página acima é baseada nesta tirinha aqui:

Natália, a menina que chega superprotegida pela mãe, é daquelas personagens que tenho muito a contar, mas não tive a capacidade ainda de chegar lá =_= minto, dela não tenho tanto o que contar, mas o irmão dela tem.
E não, não vou gastar o espaço da newsletter e o tempo de vocês mimimizando sobre um livro que não acaba nunca, vou ser mais prático: coloquei no site o primeiro capítulo da versão 3 de Raquel.
Antes de sair clicando na imagem abaixo, que leva à história, algumas explicações :)

(não que eu espere que todos leiam, exceto dona namorada, que me xingou por ter escrito "e já que ninguém tá lendo" na newsletter anterior. Óbvio que ela é ninguém, é só doida por me aturar mesmo x))

Vocês já estão carecas de saber que Raquel teve vários reboots, isso é, por algum motivo decidi refazer a história e começar de novo. A desculpa dessa vez é que a versão anterior era em flash, um formato de animação que era um tanto complicado de fazer (e que atualmente cada vez menos máquinas conseguem visualizar). Então, a história segue mais ou menos a mesma o que vocês já leram até a página 8.
Então, é isso, podem clicar:

Se vocês já leram antes de chegar aqui devem ter percebido que
1) a história corre muito apressada =_=
2) a arte é mais suja, usei uma "retícula" grossa para fazer o sombreamento. Muita gente reclamou comigo na época por estar "estragando minha arte" ("que arte?", eu perguntava pra mim mesmo), mas poxa, o jeitão sombrio/pesado era a minha intenção.
3) quando Raquel era em flash, eu usava balões de cores diferentes para cada personagem (idéia roubada de outra HQ no formato), quando decidi refazer, em preto e branco, decidi colocar fontes diferentes para cada personagem. Quem leu deve concordar comigo que fui infeliz aí.
4) tem novos personagens.
5) e nem tudo é ruim: usei 3D para fazer o interior do quarto e gosto muito dos resultados, especialmente das páginas 6 e 9 :)


Ia usar esse espaço para questões existenciais tipo "por que tem gente que teima em fazer histórias, mesmo sabendo que poucos lerão?", mas ainda tenho o que fazer. Beijos, abraços e que todos seus sonhos se realizem desde que sonhem comigo ganhando na mega-sena. =p


TRANSCRIÇÃO:

Klara: Papai, como foi que eu nasci?
Lia: Cegonha! A cegonha que te trouxe, filha!
Lia: Queria o quê? Falar como foi mesmo?


A história até agora: O desenhista Miguel Jacob redesenhou várias das primeiras tiras de Klara e Maria. Como o trabalho ficou lindo e vou demorar para finalizar a continuação do Leilão (onde os pais de Klara estão numa distante mansão com gente esquisita), decidi ir postar as páginas para um público maior :D

Para quem não lembra/viu, a página acima é baseada nesta tirinha aqui:

...mas dessa vez acho uma pena o Miguel ter cortado as últimas falas da mãe de Klara =p

E, como autor, gosto de como Lars e Lia (os pais de Klara) evoluíram como personagens, tanto no traço quanto na personalidade. De personagens de suporte, viraram um casal bem resolvido às vezes tão traquinas quanto a cria.

(por coincidência, depois de batizar a mãe da menina, anos depois, comecei a namorar uma xará dela...)


E é só. No blog não escrevi muito além de lembrar que "comemoramos" um ano da patética votação no Congresso que iniciou o processo de impeachment e só. Ao menos esse ano não fiz piada besta de Páscoa com a coitada da Maria.

About this Archive

This page is an archive of entries from May 2017 listed from newest to oldest.

April 2017 is the previous archive.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.